Quanto custa uma loja virtual com WooCommerce?

loja virtual com WooCommerce
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Imagine que você queira ir passear na praia de Porto de Galinhas. Quanto custa isso? Nada, a praia é grátis. Mas há outros custos envolvidos e que devem ser considerados – especialmente se você mora longe.

Criar uma loja virtual com WooCommerce segue a exata mesma lógica. O plugin é realmente gratuito! E você pode simplesmente instalá-lo no WordPress, que também é gratuito.

Mas… a partir daqui começam os custos.

Se você mora em Recife, precisa de um ônibus baratinho para ir até Porto de Galinhas. Se você mora em São Paulo é mais recomendado pagar uma passagem aérea, que é bem mais caro.

A lógica com o WooCommerce é bem similar. Se você está familiarizado com WordPress e sabe se virar com um pouco de buscas no Google, é possível criar uma loja barata, gastando só o valor da hospedagem do seu site.

Mas se você não tem conhecimento nisso e quer sua loja funcionando de maneira adequada, talvez você seja melhor contratar alguém ou entrar em um curso de WooCommerce – o mesmo que comprar sua passagem aérea.

Quanto custa uma loja?

Mas vamos considerar que você chegou na praia, finalmente. Gastou um dinheiro e investiu um tempo razoável, mas aí está você com sua loja pronta.

Agora há uma variedade imensa de hoteis disponíveis. Desde hostels a R$ 30 até resorts por mais de R$ 3 mil ao dia. E é exatamente dessa forma com o WooCommerce.

Para ter o básico os custos são baixos. Depois você pode ter bons plugins para WooCommerce por um preço ainda razoável.

Mas e se você quiser criar algo que ainda não tem disponível como plugin pronto? Nesse ponto você pode contratar um freelancer para te ajudar a desenvolver essa solução ou, se quiser se aventurar por códigos, criar suas próprias soluções para WooCommerce.

O custo dessas personalizações é impossível de estimar de maneira geral ou quanto você deve pagar por isso, já que depende muito do que você precisa e qual a qualidade esperada. Mas pode variar de R$ 50 a R$ 4 mil ou mais. Realmente depende.

E você também deve levar em consideração o que está procurando. Isso é realmente necessário? Quanto de faturamento esse recurso vai incluir no meu negócio? Vale a pena pagar o preço que estão me pedindo?

Pensando relativamente

Quanto é caro e quanto é barato? Isso tudo depende. Pra saber isso é necessário, antes, entender o objetivo do que está sendo proposto.

Antes de orçar uma customização você já deve saber a faixa do que é caro ou barato. Fazer isso é muito simples: analise o quanto de faturamento extra este novo recurso irá te trazer.

Olhando dessa forma é simples de se entender qual o limite que você quer pagar pelo recurso. Em alguns casos, é algo complexo mas que não vai trazer resultado. Então fica difícil encontrar o desenvolvedor.

Mas se esse for o caso, acredite: você não está precisando desse recurso. Se a ferramenta não gera resultado e custa muito, qual o objetivo dela, afinal?

Ainda vale a pena?

Existem plataformas por aí que você R$ 50-100 mensais e tem acesso a todos os recursos, não se preocupa com servidores, nada. Mas mesmo assim o WooCommerce pode ser a melhor opção se você quer:

  • Controle total sobre o design da sua loja
  • Seu modelo de negócios exige recursos específicos que as plataformas prontas não conseguem oferecer porque atendem milhares de clientes – no WooCommerce a única limitação é o seu orçamento e criatividade
  • Quer ter controle total sobre os dados da sua loja: estando tudo no seu próprio servidor, você manda.

É necessário considerar sua loja como um negócio, só que na internet. Tem faturamento, tem dor de cabeça e tem investimentos a serem feitos. É perfeitamente possível começar investindo pouco e ao passo que você começa a lucrar ir crescendo o seu negócio.

O WooCommerce é apenas a plataforma que permite gerenciar todo o seu e-commerce para vender na internet, mas esse é só o primeiro passo. Você deve fazer o dever de casa para que as vendas de fato aconteçam.

Já vi muita gente que começou uma loja e ficou frustrada porque o WooCommerce não fez nenhuma venda. E não fará. Quem faz a venda é você. O WooCommerce é só ferramenta.

É como ficar triste se a louça da sua casa não se lavar automaticamente. Ela não tem essa capacidade. Ela pode ser bonita e te ajudar todos os dias, mas ela não consegue fazer o trabalho sozinha.

Quais são os próximos passos?

Você já notou que um e-commerce é um negócio normal, só que com uma interface virtual apenas. Você precisa saber o que está fazendo, precisa saber gerenciar o seu time (se tiver um), relacionar-se com fornecedores, lidar com transportadoras e devoluções.

Para além de todos esses aspectos básicos, há algumas coisas essenciais a se considerar.

Cadastrar produtos de maneira otimizada

Crie textos únicos, atraentes e que engajem seus clientes. Com Submarino e Americanas por aí, talvez seja difícil entrar na briga de preços – e nem recomendo.

Desenvolva uma identidade única, uma forma de comunicação adequada.

Cadastre imagens atraentes, que engajem e mostre bem como o produto funciona, que estimulem a compra.

Atrair tráfego

Você criou uma loja. Agora ela é mais uma dentre milhões. Engaje seus clientes, faça anúncios, crie conteúdo. Utilize de todas as estratégias possíveis – principalmente tráfego pago para retorno acelerado no começo.

Teste

É muito cômodo dizer que está difícil e não consegue vender. Mas você sabe o porque? Insistir na sua loja não vai te trazer vendas. Como dizem que Einstein disse, fazer todos os dias a mesma coisa e esperar resultados diferentes é insanidade.

Você deve ser capaz de analisar o que causa carrinhos abandonados no WooCommerce, o que faz a taxa de conversão ser baixa e como melhorar isso.

Essa é a única forma de não insistir na sua loja, mas agir por ela. Tomar atitudes acertadas com base em dados e experimentos.

Invista onde é necessário.

Escolha a hospedagem correta. Eu já escrevi aqui no site dando recomendações de hospedagens de alta qualidade para WooCommerce e que são simples de configurar.

Possivelmente o erro mais comum é na falta de análise do ambiente para entender os benefícios que certos recursos trazem e a total inutilidade de outras.

É possível começar com pouco dinheiro, mas em certos pontos cruciais você não pode evitar. Comece pequeno e vá crescendo conforme a demanda. Mas não espere ter uma loja 100% para lançá-la ou esse dia nunca chegará.

Convencido? Pronto para montar seu e-commerce com WordPress e Woocommerce? Conte com a GSP Sites que lhe poupamos muita dor de cabeça, entregamos uma loja otimizada conforme sua necessidade, totalmente personalizada, com produtos cadastrados e ainda lhe ensinamos a gerenciá-la.

Compartilhe esse post com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe um Comentário