vender serviços na internet

O ano de 2020 viu um boom nas vendas online de produtos e serviços de saúde. E esse cenário deve se manter neste ano. Isso se deve à necessidade de isolamento e distanciamento social por conta da pandemia da Covid-19 e a uma maior preocupação dos brasileiros com a própria saúde.

Com isso, os empreendedores viram uma grande oportunidade de crescimento e rentabilidade nas vendas pela internet. Ao mesmo tempo, problemas e obstáculos na comercialização de produtos e serviços tão sensíveis à vida surgiram e mostraram que é preciso tomar alguns cuidados com esse segmento.

Vender online tem inúmeras vantagens. Entre elas, o custo reduzido para o vendedor e a maior comodidade para o cliente. No entanto, quando se trata de itens e serviços que lidam com a saúde e a vida, os perigos desse empreendimento são maiores se comparados a outros tipos.

Loja online

Para começar, não basta criar um site qualquer para comercializar esse tipo de produto e serviço. Para a sua segurança e a do cliente, é recomendado investir na criação de uma loja de vendas online profissional.

Com isso, o vendedor consegue se resguardar e proteger os dados dos clientes que farão a compra, fazendo a clientela se sentir segura para voltar a gastar. Também por meio de uma plataforma profissional é possível garantir ao consumidor o acompanhamento de todo o processo de venda até a entrega.

Produtos

Outro problema recorrente ocorre na venda de produtos de saúde, seja de acessórios como máscaras, luvas ou de aparelhos de medição de temperatura, medicamentos e etc.

Não raro, os produtos não contam com garantia e eficiência comprovadas. Para evitar problemas assim, e evitar frustrar o seu cliente, é importante se certificar de que os itens são fornecidos por empresas sérias e com eficácia comprovada no meio.

Anabel Rodriguez, editora de Saúde do Saudável & Forte, ressalta que é importante informar na plataforma de vendas online dados detalhados dos produtos como fabricante, data de validade, lista de ingredientes, material de fabricação, modo de uso, efeitos colaterais e contra indicações.

Outro cuidado que se deve ter ao comercializar itens que envolvem a saúde é evitar a venda de produtos que não sejam certificados pela Anvisa.

Serviços

Agora, se a ideia é lucrar com a venda de serviços de saúde, é indispensável que você conte com profissionais qualificados e com experiência comprovada no mercado de trabalho.

Com a popularização de serviços oferecidos pela internet, é comum encontrarmos baixa qualidade e má reputação. Além disso, a recomendação é que se evite oferecer serviços que prometem cura rápida e soluções milagrosas.

Essa estratégia pode até atrair muitos clientes em um primeiro momento, mas certamente irá minar seu negócio rapidamente e ainda prejudicar a vida de muitas pessoas. Para garantir a eficácia dos serviços oferecidos pela internet, crie também um canal de comunicação e venda pelo WhatsApp e certifique-se que o cliente obtenha respostas de maneira rápida e personalizada.